segunda-feira, 3 de agosto de 2009

51 perguntas para um blogger com Teresa Abreu


51 perguntas para um Blogger e’ uma coluna do Pensieri e Parole publicada toda segunda feira, a cada semana um novo entrevistado.

Hoje no 51 perguntas para um blogger, vamos ler as respostas do Teresa Abreu, uma blogueira que trabalha para o Governo brasileiro em Paris, onde encontrou o amor da sua vida. Teresa gosta também de livros, arte e cultura. E' jornalista, escritora, fotógrafa e escreve o Blog La vie est belle!.

Entao vamos saber as respostas do Teresa Abreu para o Questionario do Pensieri e Parole.

13 de maio de 2009 16:18 N°21

1. O que você mudaria do teu ultimo ano de blogging?
R. O visual. Embora ache bonita a página do meu blog, enjoei dela.

2. Se o teu blog sumisse, apagasse, fosse deletado, você começaria a blogar do zero?
R. Começaria sim.

3. Se tivesse que escolher uma so' maneira de promover o teu blog, qual seria? E por que?
R. Por sugestão de uma visitante, eu selecionaria alguns posts e os divulgaria entre as editoras, pois o meu sonho é trabalhar com livros, nem que seja depois que me aposentar.

4. A tua web rotina matinal inicia às....
R. 10 horas, quando chego ao trabalho.

5. O que não deve faltar na tua escrivaninha?
R. Impressora, pois, eu detesto ler na tela. (ahahahahahah)

6. Comentários moderados, livres ou uma via de meio?
R. Livres, mas eu apago os (pouquíssimos, graças a Deus) indelicados.

7. A Blogosfera é realmente auto referencia?
R. Espero que sim. Mas não para todo mundo e qualquer um. Sabe o que realmente me motiva a manter o blog? O futuro, meus netos (que ainda não tenho). Me inquieta muito não conhecer absolutamente nada dos sentimentos que tiveram e das histórias que viveram minhas avós e bisavós. Gostaria de saber coisas sobre elas. Vai que daqui a 50/100 anos eu venha a ter uma neta/bisneta curiosa sobre a minha pessoa...

8. Recomende 3 blogs formadores de opinião.
R. Ramses no século XXI, Caminhar e Coté cour, Coté jardin.

9. Recomende 3 blogs desconhecidos que vale a pena conhecer.
R. Não tenho certeza de que sejam desconhecidos, mas valem a pena conhecer:

Porão abaixo, Pisando em uvas e Meus instantes, meus momentos.


10. Se o teu blog fechasse amanha, por que coisa você seria recordado?
R. Pelos comentários sobre livros? Por viver em Paris? Pelas fotos de viagens? Não tenho certeza...

11. Um erro grave que você fez blogando
R. Espero não ter feito nenhum.

12. Você se recorda do post que gerou maior reação?
R. Não lembro, mas não acho que os comentários sejam gerados pelo assunto publicado, mas são uma espécie de retribuição. Eu recebia muito mais comentários quando visitava mais os blogs. Existem uns poucos fiéis que comentam sempre, independente da minha assiduidade. E, por uma questão de justiça, vou citar apenas o número UM em fidelidade, que é o DO (Ramses no século XXI).

13. E o mais ridículo?
R. Acho que foi quando postei uma visita de Fernando Henrique Cardoso a Paris para uma palestra. Um jornalista brasileiro me perguntou: "veio ver o príncipe?" Eu quis fazer uma brincadeira com o fato de alguns blogueiros chamarem o Lula de sapo, mas as pessoas não entenderam, e acharam que eu considerava FHC um príncipe.

14. Cita sempre a fonte das imagens que usa?
R. Sempre, sou jornalista de formação e aprendi a respeitar os coleguinhas.

15. Então indique uma boa fonte de imagens.
R. Não tenho não. Eu procuro aleatoriamente no google.

16. Muitos posts ao dia pode ser contraprodutivo?
R. Com certeza. Dou meu próprio exemplo: raramente leio até o final posts grandes. Se forem numerosos, então...


17. Feed, reader?
R. Nada disso.

18. Ja experimentou podcast e videopost?
R. Não.

19. Se sim o que você achou?


20. Dica de uma ferramenta interessante.


21. Twitter. Uma perda de tempo ou um novo horizonte comunicativo?
R. Já ouvi falar, mas ainda não procurei me informar a respeito.

22. O microblog sepultou, ou acordou o blog?
R. Eu não sei o que é microblog.

23. O pior evento que você teve que administrar no teu blog?
R. As intervenções do meu ex, que se sentiu denunciado quando publiquei um miniconto sobre o nosso rompimento. Eu apagava os comentários dele, ele escrevia novamente, até que eu passei a moderar os comentários por um tempo. O mais engraçado é que eu enviei o texto para ele antes de publicar e ele gostou tanto que até me corrigiu os erros de francês!!!


24. Para um Blogger, Firefox ou Chrome?
R. O que são?

25. Quanto vai durar a febre Orkut?
R. Espero que dure, pois reencontrei amigos da infância e estou adorando "revê-los".


26. Uma palavra para descrever a blogosfera brasileira.
R. Diversificada, o brasileiro gosta de se comunicar.

27. No Brasil se digo blogger digo...
R. DO, Meiroca, Magui

28. Você costuma programar seus posts?
R. Não. Normalmente, eu escrevo para desabafar, e nos últimos meses eu não tenho estado sufocada, por isso escrevo menos.

29. O horário de publicação do post interfere nos comentários?
R. Sim, mas isso não tem importância. A hora que o leitor chegar, será bem-vindo.

30. Quantos e-mails relativos ao teu post você recebe por dia?
R. Eu não recebo e-mails relativos ao post, salvo quando menciono pessoas próximas, que leem o post. Já me aconteceu tb de um amigo me mandar um e-mail para corrigir um erro de português. Fiquei-lhe muito grata, pois sou uma zelosa da língua portuguesa.


31. Responde a todos?
R. Respondo aos comentários de pessoas sem blog, quando elas colocam o e-mail.

32. O ultimo investimento economico que você fez para o teu blog?
R. Ahá!, acabei de comprar uma máquina fotográfica digital mais moderna.

33. Você cuida sozinho do layout do seu blog?
R. Infelizmente, sim, e por isso estou enjoada.

34. Melhor um layout grátis, ou sob medida?
R. Como não tenho competência e talento para fazer um sob medida...

35. Mais "bobagens" e' igual a mais "comentários"?
R. Não. No meu caso, o que gera mais comentários são assuntos pessoais. Quando falo de livros, de arte ou de outra coisa qualquer, há menos intervenções do que quando falo de mim mesma.

36. O que falta para a Blogosfera brasileira ficar legal?
R. Ah, eu já acho ela muito legal.

37. Você ja' foi clonado?
R. Não que eu saiba.

38. Ja' publicaram algo teu sem pedir?
R. Também não sei. Mas os minicontos eu registro no Biblioteca Nacional.

39. Se sim, o que você fez?


40. A posição geográfica influencia na maneira de blogar e no relacionamento entre bloggers?
R. Já me fiz esta pergunta e acho que a resposta é não. Se eu estivesse no Brasil, escreveria sobre as mesmas coisas: livros, filmes, viagens, reflexões...


41. Um evento brasileiro ligado ao mundo blogueiro que ninguém poderia perder.
R. A blogosfera é um espaço aberto ao debate. Penso que poderia ser aproveitada para discutir a fragilidade das instituições democráticas no Brasil. Os blogueiros que se interessam por política poderiam cobrar mais, exigir mais. O DO e a Magui  já fazem isso. A propósito, li em um jornal brasileiro esta semana que os políticos costumam responder aos e-mails que são enviados pelos seus eleitores.

42. Ja' escreveu algum publieditorial?

43. Qual o ultimo post que você escreveu no teu blog antes desta entrevista
R. "Você é patriota?"

44. O primeiro post que você vai escrever depois desta entrevista?
R. Um comunicado sobre as minhas férias.

45. A troca de links "como obrigaçao" ainda faz sentido?
R. Mas eu nunca linkei ninguém por obrigação. E de vez em quando, faço uma limpeza no meu blogroll.

46. Quantos links contem o teu blogroll?
R. 42


47. Você visita todos?
R. Sim, justamente os que não visito eu apago.

48. Tem algum senso auto promover seus posts nos diversos circuitos e redes sociais?
R. Para mim, não. Porque, como já disse, o meu público-alvo ainda não nasceu.

49. Uma widget que não deve faltar na tua sidebar.
R. Aquela carioquinha balançando as pernas na praia.

50. Uma widget você tirou da tua sidebar.
R. Acho que não tive nenhuma outra.

51. Um conselho para quem esta' chegando agora no mundo da blogosfera.
R. Escreve tudo o que lhe der na telha, mas não maltrate - muito - o português que, eu reconheço, é uma língua difícil.



Nenhum comentário:

Postar um comentário