segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

51 perguntas para um Blogger com Dácio Jaegger


51 perguntas para um Blogger é uma coluna do Meiroca publicada toda segunda feira, a cada semana um novo entrevistado.

Hoje no 51 perguntas para um blogger, vamos ler as respostas de Dácio Jaegger, que se define assim:




Nascido há 72 anos, formei-me em Medicina, fiz cirurgia geral, fui socorrista e especializei-me em Cirurgia Plástica, primeiro a Reparadora e depois a Estética, ainda em atividade. Tenho a vida palmilhada no Belo, desde o que a natureza nos proporcionou e proporciona até os vários meandros criados pela mais importante criatura do planeta, você em especial, eu e todos os seis bilhões e seiscentos e cinquenta terráqueos.
Criança, desenhava e recebia elogios fartos, modelava em barro ou esculpia a madeira e sorria aos comentários. Desembocaria fatalmente no que faço profissionalmente; interferir na obra do Criador e ajustando o que decaiu, acrescentando o que falta e diminuindo os excessos.
Reparando defeitos de nascença ou adquiridos, ajudando na busca de uma auto estima perdida. Técnicas e táticas. Em meio a tudo, pintei quadros com tinta-óleo, tinta acrílica s/ tela e caneta esferográfica (cores do espectro secundário). Passei a me deleitar com os desenho vetoriais e ferramentas de editor de imagem para pintura digital. Fiz esculturas em madeira de raízes, tronco e galhos encontrados mortos na natureza. Tudo
enfeita um apto e uma casa em um sítio. Fiz poesias, escrevi contos publicados em coletâneas cujos livros tiveram suas capas ilustradas por mim. No sítio sou lavrador de final de semana, ajudando a produzir alimentos para uso familiar e amigos da cidade. Adepto do faça você mesmo conserto máquinas leves, faço instalações hidráulicas e elétricas e reparo móveis. O que fazer se minha mente é insaciável pelo saber e pelo fazer? Que flua e mantenha o tio Alzheimer bem longe. Busco saber viver.


Entao vamos saber as respostas do Dácio para o Questionario do Pensieri e Parole.

7 de dezembro de 2009 03:34
1. O que você mudaria do teu último ano de blogging?

Em 2009, em maio fiz a última postagem de Sem mais e sem menos, a série em que vinha contando a saga de Adão e Eva do meu ponto de vista, sem miopia, sem caducidade, lutando para não comprar briga com religiosos que creem piamente no "histórico" que atravessou séculos e que no XX passou a ser visto com outros olhos: os dos contadores de piadas, humoristas, caricaturistas, comediantes com textos curtos e desenhos irreverentes. Entrei na irreverência, na invencionice e no bom humor, e até com "consultoria" de evangélicos amigos não caretas. Passei a traçar a minha verdade sobre o casal mais famoso do mundo. E haja risos deles e por conseguinte dos leitores que foram lendo os capítulos. Espero na
semana que entra retomar o fio da meada.

2 Se o teu blog sumisse, apagasse, fosse deletado, você começaria a blogar do zero?

Já aconteceu comigo nos tempos do UOL e levantei, sacudi a poeira e cuspi a laminha que se formou nos lábios antes que secasse me impedindo de falar, comer e portanto pensar, saí do marco zero a todo vapor. Hoje o blogue é armazenado em um HD lógico de um de dois HDs físicos do PC, em DVD e no Sky Drive do Windows Live (25 Gb de armazenamento grátis-imagens, vídeos pessoais curtos e textos).

3. Se tivesse que escolher uma só maneira de promover o teu blog, qual seria? E porque?

Já escolhi, que é o que adotei até hoje: visitar blogues e após um tempo de meditação não transcendental, tento me ligar à mente que depositou seu conteúdo ali e busco respeitosamente irmanar-me. Nem sempre consigo. Na blogosfera também tem os irrascíveis, os pedantes e os de mal consigo mesmos que tentam fugir de sua sina no mundo real e também não conseguindo a paz que tanto almejam.
4. A tua web rotina matinal inicia às?

Seis horas, buscando jornais on line, antes que o de papel me chegue às mãos por volta das 7:00hs.
Não abro o correio virtual. Faço a cada dois dias, às vezes três, Newsletters, vou abrindo, geralmente ao longo da semana. Fujo da obsessão para não ter que entrar em sessão de psicanalista- aliás vivo me psicanalisando...rs.

5. O que não deve faltar na tua escrivaninha?

Não falta: um celular, um sem fio do fixo de entrada, porque por força
de sobrevivência profissional fui obrigado e manter um fixo de saída
para não perder contatos que significam ganhos de moedas, uma agenda com todos os sites de tudo, que pedem login e senha que permita penetrá-los, no bom sentido, pois muitos se dignam fornecer intricadas senhas com números e letras minúsculas e maiúsculas; uma agenda para marcação de consultas a clientes; canetas e lapiseiras, o velho e invencível
bloquinho de papel para anotações de telefones e horários quando a agenda de consultas está na cozinha ou no sofá na sala, sufocada por inúmeras almofadas; uma câmara digital para fixar tudo que se descortina das janelas do observatório que habito: 270 graus de horizonte a setenta metros do chão - o Rio que se debruça sobre a Baia da Guanabara, a Serra dos Órgãos, a orla praiana interna de Niterói onde moro.

6. Comentários moderados, livres ou uma via de meio?

Sem moderação que isto é um atentado.

7. A Blogosfera é realmente auto referência?

Para muitos pode ser.

8. Recomende 3 blogs formadores de opinião.

Luz de Luma sem favor algum, a fabulosa Georgia Aergeter e a polêmica Grace Olsson, inteligentíssimas, com beijus

9. Recomende 3 blogs desconhecidos que vale a pena conhecer.

Puxando as brasas para minhas sardinhas, o Chega mais; brasas que
sobram podem queimar o meu filme se disser que tal blogue é
desconhecido...rs.

10. Se o teu blog fechasse amanhã, por que coisa você seria recordado?

Pela santa inocência.

11. Um erro grave que você fez blogando.

Ainda não aconteceu

12. Você se recorda do post que gerou maior reação?

Na blogagem coletiva capitaneada pela amiga Georgia, quando da confecção do selo, design meu, sugeri que "Adoção é um ato de nobreza". Caso pensado para polemizar, houve mulheres que subiram nas tamancas e do alto do orgulho ferido desancaram a afirmação, mas a maioria foi
politicamente correta e passou seu recado muito bem, atendo-se ao tema.

13. E o mais ridículo?

Não houve pois não sou passional.

14. Cita sempre a fonte das imagens que usa?

Quando elas tem identificação deixo-as aparecer, quando não tem coloco; uso imagens de arquivo pessoal. Noventa por cento de minhas ilustrações são obras pessoais, imagens de óleo sobre tela, acrilica s/tela; na saga de Adão e Eva passei a exibir durante 30 dias pinturas não relacionadas feitas com canetas esferográficas de ampla gama de cores; usei muito desenhos vetoriais pessoais no Chega mais que habitava o UOL.

15. Então indique uma boa fonte de imagens.

O incomparável Getty Images.

16. Muitos posts ao dia pode ser contra produtivo?

Pode ser massante ou não, dependendo se informativo ou lítero-poético.

17. Feed, reader?

A visita ao blog é incomparável, é pessoal, é ir à casa da amiga/do amigo.

18. Já experimentou podcast e videopost?

Não

19. Se sim o que você achou?

Resposta prejudicada

20. Dica de uma ferramenta interessante.

O fenomenal Google com seu imenso depósito de conhecimento.

21. Twitter. Uma perda de tempo ou um novo horizonte comunicativo?

Bom para vendedores de qualquer coisa, palavras de ordem, comandos para uma invasão, para apoio a um presidente discricionário - há algo no horizonte.

22. O microblog sepultou, ou acordou o blog?

Um pigmeu tentando se nivelar a um blogue, aponta tendência ao
solilóquio gutural da idade da pedra redonda.

23. O pior evento que você teve que administrar no teu blog?

Sou de paz, irradio isto.

24. Para um Blogger, Firefox ou Chrome?

Sou experimentador nato. Já tive nojo do I E. Hoje com o .9 estou feliz;
Uso também o Chrome, este mais ágil
Deixei o Raposa Cor de Fogo em paz

25. Quanto vai durar a febre Orkut?

Até ser substituido pelo cansaço dos utilizadores e pela fome das corporações de T I.

26. Uma palavra para descrever a blogosfera brasileira.

Surreal

27. No Brasil se digo blogger digo?

...que é o fornecedor de um local onde se pode ter uma espécie de site de graça, onde queixas e reclamações, xororô de mal-amados, tentativa de lançamento ao espaço, condução de consciência, destilação de venenos podem encontrar eco ou submergir entre as ondas eletro-magnéticas.

28. Você costuma programar seus posts?

Programação à moda antiga, manual com lembretes sobre a mesa ou agenda de papel. Gosto de pilotar

29. O horário de publicação do post interfere nos comentários?

Como são longos os períodos, não fiz estatística.

30. Quantos e-mails relativos ao teu post você recebe por dia?

Prejudicada por não haver publicações diárias

31. Responde a todos?

Pretensamente literário leve, saboreava com alma aberta as conclusões,
apontes e surpresas dos meus 27 leitores e meio.

32. O ultimo investimento econômico que você fez para o teu blog?

Afficionado pela informática desde que adquiri minha primeira máquina, um PC Hewlett Packard 85, em 1975 em que, teclado, tela e impressora eram um desktop com peso de +-10kgs (precursor do notebook); a telinha era de 5 polegadas exibia apenas texto branco em fundo verde (com chumbo para filtrar pretensas ondas eletromagnéticas); a impressora emitia papel impresso a quente na largura destes dos terminais bancários. Não usava disquetes, os programas eram gravados em fita cassete especial e eu tinha que ser o programador dos "aplicativos" pessoais, tipo emitir pedidos de exames e receitas de clientes até culminar num imenso "rolo" em que fazia simulações de imposto de renda para entregar o mínimo de minha carne ao leão. Depois tive um sistema Apple-Unitron. Quando esta faliu (Unitron) começaram a surgir os PCs da IBM e depois peças avulsas. Fiz curso de montagem de PCs e passei a ter grife própria.
Não queria ser dependente de firmas e técnicos. Quando de um defeito, a chave de fenda sempre na mesa, era comigo mesmo. Abria suas entranhas, chegava às vísceras, diagnotiscava e pimba! Peças frouxas apertava, sujeira limpava, cabos e outros dispositivos trocava. Nunca passei mais de seis horas sem meus irmãos siameses. Sou até hoje escovador de bits...rs. Bons fornecedores de peças, mão de obra de graça, vim surfando todas as ondas em suas cristas. Digito estas respostas, hoje, com um processador de quatro núcleos, 8 gigabytes de memória e do Windows Sete. Portanto invisto circunstancialmente, o que acaba ajudando o blog... rs.

33. Você cuida sozinho do layout do seu blog?

Cuido.

34. Melhor um layout grátis, ou sob medida?

Prefiro sob medida, com "fita métrica, compasso e tudo mais. Farejo o html e outras linguagens de máquina de apoio. (Fiz curso de webdesigner). Amo o toque pessoal.

35. Mais bobagens é igual a mais comentários?

Sabe que não sei!

36. O que falta para a Blogosfera brasileira ficar legal?

Mais cultura, menos cópias e colagens, menos pedantismo, mais camaradagem e mais elegância no trato com os visitantes.

37. Você já foi clonado?

Não sei.

38. Já publicaram algo teu sem pedir?

Já. Duas ou três poesias, no estilo copiar e colar.

39. Se sim, o que você fez?

- Como estavam ilustradas no seu entorno por imagem vetorial não puderam ser desmontadas. Meu nome estava lá. Fiquei feliz, considerei como homenagem.

40. A posição geográfica influencia na maneira de blogar e no relacionamento entre bloggers?

Ó tempora! Ó mores! Cada terra com seu uso, cada roca com seu fuso. É um
intrincado gostoso que bota a aldeia global dentro de casa, conceito criado por McLuhan: o progresso tecnológico, com a internet me coloca na casa de um japonês, melhor, de uma japonesa, uma filipina trago para meu lar, todos tendo permissão para bisbilhotar-se...rs. Strepteasers ao vivo, de ambos os sexos. Caso as ondas que transportam imagens se materializassem na cúpula celeste repentinamente pensar-se ia em Sodoma
e Gomorra. Nem o diabo pode mais.

41. Um evento brasileiro ligado ao mundo blogueiro que ninguém poderia perder.

Uma utópica campanha para valer, sobre os fichas-limpas para eleições em todos os níveis. Quem senta à frente de um monitor se abstrai, se acomoda; assim não fazemos parte do ronco das ruas.

42. Já escreveu algum publieditorial?

Não. Caso alguém encomende, algum dim-dim iria para a conta.

43. Qual o ultimo post que você escreveu no teu blog antes desta entrevista?

Migrando, capítulo de Sem mais e sem menos, da Saga de Adão e Eva;trecho: "-Eu estou aqui carregando estes dois meninos, o Abelenganchado nos braços e o Caim pendurado nos meus ombros por este carregador de arminho, que luxo hein? Ele é macio, peludinho, confortável, uma verdadeira grife, mas peraí, é muito peso para mimestes dois moleques. Me faz um favor, pega o Caim que é mais pesado! -O quê, esqueceu que vamos atravessando o mato por trilhas? Elas não foram feitas com facão que isto não existe. Amassando na pancada, dando porretadas e quebrando galhos, derrubando arbustos é que foi feito este caminho que você está conhecendo. Isto aqui não é o Paraíso, volto a lembrar, aquilo era cinematográfico, coisa projetada por engenheiros, paisagistas e jardineiros, ou os tais de anjos, ou o cara que criou a gente."

44. O primeiro post que você vai escrever depois desta entrevista?

Continuar com mais um capítulo e dar sequência à série.

45. A troca de links como obrigação  ainda faz sentido?

Não. Deve serpor gentileza.

46. Quantos links contém o teu blogroll?

Entre este e links, perto de 47.

47. Você visita todos?

Os que me visitam, mesmo os esporádicos - sei o que é falta de tempo.

48. Tem algum senso auto promover seus posts nos diversos circuitos e redes sociais?

Quem não se comunica se trumbica, trombeteava o dono do bordão: "-Vocês querem bacalhau?"

49. Uma widget que não deve faltar na tua sidebar.

Um climatempo que me mostra a temperatura fora da minha a janela, ventos, humidade do ar, indicação do tempo nos próximos quatro dias (compito com ele nas minhas previsões- moro na torre de observação há 30 anos); um relógio com ponteiro de segundos (saudosismo); um calendário (para estar situado no tempo, mesmo); um medidor de CPU (mera ficção pseudo-científica).

50. Uma widget que você tirou da tua sidebar.

Nenhuma. Coloquei as citadas acima.

51. Um conselho para quem está chegando agora no mundo da blogosfera.

Que venha ao Pensiere e Parole, que vá à Andrea Motta, Adão Braga, à Aninha Pontes, Betty Q., Cadinho Rocco, Ce Júnior, Do, Eu-Lírico, à Grace Olsson, ao Jens, à Luz de Luma, Lulu on the sky, ao Lino Resende, à Loba, Márcia (Clarinha), à Magui, Zeca e tantos outros (perdoem-me os não citados/listas longas fazem dormir o leitor. Que aprenda com tantos professores e tire os ensinamentos de cada qual e produza um blog digno de se ler.


Dácio Jaegger

Gostou? Registre-se à nossa newsletter, e receba por e-mail os novos posts deste blog.

Nenhum comentário:

Postar um comentário