segunda-feira, 26 de abril de 2010

51 perguntas para um Blogger com Jorge Alberto Araujo

51 perguntas para um Blogger
51 perguntas para um  Blogger é uma coluna do Pensieri e Parole publicada toda segunda feira, a cada semana um novo entrevistado.

Hoje no 51 perguntas para um blogger, vamos ler as respostas de Jorge Alberto Araujo, que escreve o Blog DireitoeTrabalho.com e  se define assim...


Atualmente sou Juiz Titular da 1a Vara do Trabalho de São Leopolodo e Diretor do Foro.

Mestrando em Direito do Trabalho e Segurança Social pela Universidad de La Republica do Uruguay

Diretor Legislativo da Associação dos Magistrados da Justiça do Trabalho da 4a Região - AMATRA IV

Autor do Blog DireitoeTrabalho.com

Professor de cursos preparatórios e de pós-graduação no Brasil e no Exterior.

Vamos saber as respostas do Jorge para o Questionário do Pensieri e Parole.

20 de abril de 2010 21:04 - N°58

1. O que você mudaria do teu último ano de blogging?

Absolutamente nada. A atividade de blogar para mim já é uma mudança constante. Eu tenho experimentado muitas novidades. Novas abordagens, novos templates, forma de redação, etc. Assim, enquanto a mudança é permanente, ela não é exatamente uma mudança. Eu mudaria se, de repente, parasse de mudar, mas isso seria uma involução.

2. Se o teu blog sumisse, apagasse, fosse deletado, você começaria a blogar o zero?

Provavelmente sim. Mas antes disso ia ficar muito deprimido.

3. Se tivesse que escolher uma só maneira de promover o teu blog, qual seria? E porque?

As ferramentas de busca. A gente escreve para ser lido e somente através das ferramentas de busca é que os leitores que realmente precisam do que escrevemos nos encontram.

4. A tua web rotina matinal inicia às….

7h ou 8h.

5. O que não deve faltar na tua escrivaninha?

Livros. Sempre tenho muitos livros de Direito, com os quais estou trabalhando, na minha atividade como juiz, para me auxiliar nas decisões, mas também em artigos para jornais que escrevo, monografias e artigos jurídicos para revistas especializadas, minha dissertação de mestrado, além de outras matérias decorrentes da minha pura curiosidade.

6. Comentários moderados, livres ou uma via de meio?

Livres. Uso um plugin de “capcha” para evitar postagens por robôs e o Akismet. Mais 99% dos comentários que recebo são ok. Quanto à responsabilização civil do blogueiro por comentários de seus leitores não me preocupo muito. Normalmente os comentários mais explosivos são mesmo os meus, mas sempre dentro dos princípios da liberdade de expressão.

7. A Blogosfera é realmente auto referência?

Já foi. E isso era bom. Atualmente os blogs estão meio que em crise de identidade. Há uma profusão de blogs, muitos dos quais impulsionados com a ilusão de se ganhar dinheiro fácil com os anúncios de publicidade. Acredito que seja uma bolha. Em pouco tempo a moda acaba e restarão aqueles blogueiros que realmente gostam da coisa. Aí eu acho que retornaremos à boa auto referência, mas sem que se perca a massa crítica.

8. Recomende 3 blogs formadores de opinião.

Eu gosto muito de ler o que o Cardoso escreve, como ele tem vários blogs eu recomendaria o Blog do Cardoso, mas qualquer coisa que ele escreva normalmente é muito instigadora e, concordemos ou não é um bom início de discussão. Na mesma linha, embora bem mais político, tem o Imprensa Marrom, assinado pelo Gravataí Merengue, e, finalmente, o Visão Panorâmica, do Arthurius Maximus.

9. Recomende 3 blogs desconhecidos que vale a pena conhecer.

Eu não tenho navegado por blogs o suficiente para me qualificar como um descobridor de novidades. Há pouco eu zerei o meu Google Reader, depois de alguns meses sem ler os FEEDs atualizados. No momento estou apenas acompanhando alguns amigos pelo Buzz. Assim não posso testemunhar sobre novos blogs, exceto alguns jurídicos (voltados para o público do Direito), na sua maioria muito herméticos a fazer valer a visita.

10. Se o teu blog fechasse amanha, por que coisa você seria recordado?

Espero que pela defesa da liberdade de expressão nos blogs.

11. Um erro grave que você cometeu blogando

Acho que de grave nada, senão me lembraria.

12. Você se recorda do post que gerou maior reação?


13. E o mais ridículo?

Eu já fiz alguns apenas para aproveitar as famosas hypes, mas acho que nenhum extremamente ridículo.

14. Cita sempre a fonte das imagens que usa?

Nem sempre. Acho que isso é uma falha minha. Por algum tempo evitei usar imagens por causa disso. Atualmente eu cito apenas se é uma imagem exclusiva, e mantenho um link para que eventuais proprietários que se achem lesados com a ausência da divulgação reclamem.

15. Então indique uma boa fonte de imagens.

Uso muito imagens da WikiPedia, mas as hospedo em servidor próprio ou em um site especializado.

16. Muitos posts ao dia pode ser contra produtivo?

Acho que não. Não gosto de ficar guardando. Se tenho inspiração para muitos posts procuro publicá-los tão logo prontos. Às vezes até vários artigos. Outras vezes fico mais de uma semana sem publicar nada.

17. Feed, reader?

Atualmente estou sem assinaturas de FEEDs por falta absoluta de tempo. O leitor que uso é o Google Reader.

18. Já experimentou podcast e videopost?

Sim ambos.

19. Se sim o que você achou?

Nos dois o problema é a edição. Ainda tenho a esperança de ter um podcast, embora saiba que o público é bem mais reduzido. Para publicar aulas o videopost é um bom formato, mas eu não consegui dar uma regularidade e aí ficou prejudicado.

20. Dica de uma ferramenta interessante.

Posterous. Dá para publicar em vários lugares ao mesmo tempo (twitter, blog, facebook), multiplicando a superfície de leitores.

21. Twitter. Uma perda de tempo ou um novo horizonte comunicativo?

É uma grande ferramenta. Pena que pouca gente saiba usar.

22. O microblog sepultou, ou acordou o blog?

Tudo se complementa. Tem gente que não tem talento para o blog, mas sim para o microblog. Por outro lado quem gosta de escrever mais tem o Twitter para expor as suas manchetes.

23. O pior evento que você teve que administrar no teu blog?

Uma vez eu apaguei tudo sem querer e suei horrores para conseguir colocar no ar de novo.

24. Para um Blogger, Firefox ou Chrome?

Tenho usado o Chrome, mas o Firefox tem muitas vantagens, ainda.

5. Quanto vai durar a febre Orkut?

Para os internautas de verdade já acabou há tempo. No entanto há uma grande parcela da população que é mais conservadora até na internet. Estes estão no Orkut, mas a vanguarda já está anos luz longe disso.

26. Uma palavra para descrever a blogosfera brasileira.

Irônica.

27. No Brasil se digo blogger digo…

Eu gosto mais da expressão “blogueiro”.

28. Você costuma programar seus posts?

Raramente. Gosto de publicar tudo na hora.

29. O horário de publicação do post interfere nos comentários?

Sim. Muito!

30. Quantos e-mails relativos ao teu post você recebe por dia?

Dificilmente recebo emails por conta dos posts.

31. Responde a todos?

Aos comentários sim, mas não imediatamente. Pelo menos duas vezes por semana.

32. O último investimento econômico que você fez para o teu blog?

Apenas o registro e a hospedagem foram despesas, mas o tempo que gasto com ele é um investimento importante.

33. Você cuida sozinho do layout do seu blog?

Sim.

34. Melhor um layout grátis, ou sob medida?

Há muitas coisas boas e de graça, mas acho que vale à pena invstir na personalização.

35. Mais “bobagens” é igual a mais “comentários”?

Pode ser. Mas o tema do meu blog não me permite incorrer em bobagens. Até porque tenho um público formado do pessoal da área do Direito que se me pega em um erro muito grande me puxa as orelhas.

36. O que falta para a Blogosfera brasileira ficar legal?

Eu acho legal. Talvez falte algum incentivo econômico maior. Mas isso só vai ocorrer quando se estabilizar o número de superfícies entre aqueles que pretendem mesmo se dedicar ao trabalho.

37. Você já foi clonado?

Muito pouco, mas já.

38. Já publicaram algo teu sem pedir?

Sim.

39. Se sim, o que você fez?

Mandei uma mensagem reclamando.

40. A posição geográfica influencia na maneira de blogar e no relacionamento entre bloggers?

Um pouco sim. Por exemplo há pouca interação entre brasileiros e portugueses.

41. Um evento brasileiro ligado ao mundo blogueiro que ninguém poderia perder.

Campus Party.

42. Já escreveu algum publieditorial?

Não, mas escreveria sem problemas.

43. Qual o ultimo post que você escreveu no teu blog antes desta entrevista.


44. O primeiro post que você vai escrever depois desta entrevista?

Ainda não sei.

45. A troca de links “como obrigação” ainda faz sentido?

Apenas no que se considerar que é uma “obrigação” que o blogueiro tem com os seus leitores de sugerir bons blogs, inclusive como leitura complementar de seus posts. Acho que por cortesia quem foi linkado deveria pelo menos visitar o blog que o linkou e, entendendo conveniente, indicá-lo. Mas isso deve estar na mente de quem vai lincar e não ser considerado um dever.

46. Quantos links contem o teu blogroll?

Cerca de 20, mas eu pretendo incluir mais.

47. Você visita todos?

Não. Há alguns que estão indicados apenas por serem de juízes. Uns eu tenho que confessar, são muito ruins.

48. Tem algum sentido auto promover seus posts nos diversos circuitos e redes sociais?

Para mim sim. Tenho leitores que lêem por causa do Facebook, outros por causa do Twitter.

49. Uma widget que não deve faltar na tua sidebar.

MiniPosts.

50. Uma widget você tirou da tua sidebar.

Cloud.

51. Um conselho para quem está chegando agora no mundo da blogosfera.

Veja bem se é o que você gosta. Não se sinta obrigado a postar ou a deixar de postar. Mire o interesse do leitor e os frutos virão. Em todo caso a obra é contínua e interminável. Esteja pronto para isso.


Jorge Alberto Araujo

6 comentários:

  1. [...] This post was mentioned on Twitter by meiroca, meiroca. meiroca said: 51 perguntas para um Blogger N° 57 - Jorge Alberto Araujo- http://bit.ly/d8QeRc [...]

    ResponderExcluir
  2. Bom dia amore!
    Mais uma boa entrevista.
    Vou lá conhcer de perto o blog do Jorge.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Como sempre, uma boa entrevista. Bj

    ResponderExcluir
  4. Oi Celia aprendo um pouco mais a cada entrevista, a tua entrevista foi otima, ah! esqueci de te agradecer por voce me citar como blog formador de opiniao..."BRIGADAO" bjs

    ResponderExcluir
  5. Aqui a gente aprende sempre, Meiroca. Já fui lá no blog do Dr. Jorge e vou recomendá-lo para a minha filha.
    Ótima entrevista!
    Bjim.

    ResponderExcluir
  6. Adorei o blog dele.Vou assinar o feed.Apesar de não ser da área os assuntos do blog muito me interessam.

    ResponderExcluir